A Preceptora do Estágio Supervisionado IV (Análises Clínicas) do curso de Farmácia da Faculdade de Juazeiro do Norte, Nayana Brito,  apresentou proposta à Coordenação do Curso para promover o Dia de Sensibilização do Câncer de Mama.

            No dia 21 de outubro a atividade foi realizada na Rua Padre Cícero, em Juazeiro do Norte, em frente ao Laboratório Dra. Telma Menezes (parceiro da FJN) envolvendo estudantes de Farmácia e Nutrição que promoveram uma manhã de compartilhamento de informações com a comunidade local.

            A realização do evento foi uma oportunidade de sensibilizar a comunidade para o problema, enfatizar a importância da prevenção e ainda de dar exemplo de ações que devem ser empreendidas pelos profissionais para apoiar agendas globais como essa que pretendem promover a qualidade de vida.

O Outubro Rosa

         De acordo com o site Outubro Rosa.org, mantido pelo Instituto Neo Mama de Prevenção e Combate ao Câncer de Mama, o movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama.   A história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade (www.komen.org).

          Em 1997, entidades das cidades de Yuba e Lodi nos Estados Unidos, começaram efetivamente a comemorar e fomentar ações voltadas a prevenção do câncer de mama, denominando como Outubro Rosa. Todas ações eram e são até hoje direcionadas a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce. Para sensibilizar a população inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes (de câncer de mama), partidas de boliche e etc. (www.pink-october.org).