No mês de outubro, em virtude do II Encontro de Urbanismo Colaborativo, realizado pelo Instituto de Urbanismo Colaborativo – COURB, estudantes da Faculdade de Juazeiro do Norte – FJN, como parte do grupo multidisciplinar do coletivo Cubo Urbano, tiveram a oportunidade de apresentar o projeto “Aqui Tem Sombra” na cidade de Brasília para pessoas de todo o Brasil, envolvidas em projetos de igual importância. Sob votação entre os que estavam presentes, os projetos participantes, ao todo 21, concorriam a categoria de melhor projeto de urbanismo colaborativo do Brasil. Os representantes do coletivo Cubo Urbano e do projeto “Aqui Tem Sombra”, os estudantes Joceam Souza, André Silva, Ráyra Félix, Maria Eduarda, Flávia Alves e Wennyta Pinheiro, conseguiram alcançar o primeiro lugar, sendo os vencedores da segunda edição do Encontro, compartilhando da realidade de Juazeiro do Norte para todo o território nacional.

O coletivo cearense, Cubo Urbano, como defensor e promotor da qualidade de vida no espaço urbano, por meio da intervenção “Aqui Tem Sombra” em fevereiro de 2017, protestou a qualidade das paradas de ônibus da cidade de Juazeiro do Norte e discutiu sobre a mobilidade urbana assim como em muitas cidades brasileiras. Baseado em contextos filosóficos, sociológicos e urbanísticos, sugeriu a implantação de sombrinhas no lugar da ausência dos abrigos transitórios, típicos das paradas de ônibus.

A ideia, simples e criativa, se mostrou fundamental para chamar a atenção dos usuários do transporte público a fazer o uso dos objetos em virtude da identidade visual da proposta e do caráter silencioso do protesto em questão. Segundo o próprio coletivo, a intenção era fazer a população se inserir no debate sobre a realidade vivida nas paradas, e principalmente, alertar os gestores públicos para a situação dos pontos de espera do transporte público por toda a cidade. Com sucesso na implantação e aceitação do público participante, a quantidade de pessoas engajadas nas redes sociais superou os 10.000 ainda influenciando as discussões e debates no meio acadêmico e na imprensa local.